JogosProjetos Pessoais

Building Mode

Mais algumas das casinhas construídas no The Sims 3 para um dos itens da minha lista de 101 coisas:

Sobrado Inhale

Sobrado Inhale

Soturna

Soturna

Bangalô do Sol

Bangalô do Sol

Beira Rio

Beira Rio

Casa das Hortênsias

Casa das Hortênsias

Chácara das Rosas

Chácara das Rosas

Chalé da Matilha

Chalé da Matilha

Comunidade Cipriano

Comunidade Cipriano

Contemporânea

Contemporânea

Doce Lar

Doce Lar

Heritage

Heritage

República Oitenta

República Oitenta

Residencial Bridge

Residencial Bridge

Residencial da Ilha

Residencial da Ilha

Seasons

Seasons

Sobrado Familiar

Sobrado Familiar

Vídeos Interessantes

Vídeo: Epica – Edge of the Blade

Links Interessantes

Links interessantes #85

Inspirações para organizar a agenda

Inspirações para organizar a agenda

Meu delicious está sempre repleto de dicas desse tipo, estou sempre procurando por inspirações que eu possa adaptar para minha própria agenda, tento não me prender demais a datas – não acho que preciso esperar o próximo ano se tiver uma ideia genial em julho, por exemplo, mas… adoro quando dá certo! Acho que o início do ano (e de uma agenda novinha em folha) é sempre a época perfeita para colocar em prática algumas alterações na rotina.

Dicas de Organização

Outra coisa que estou sempre procurando são dicas de organização – criativas e baratas – para a casa. Nem sempre a dicas são realmente aproveitáveis, mas com certeza valem como fonte de inspiração.

Exercício em Casa

Não é apenas questão de preguiça, eu simplesmente não sou chegada nessa coisa toda de exercícios físicos. Ok, entendo a importância e por causa disso até me esforço, procuro atividades com as quais eu me identifique um pouco, proponho desafios a mim mesma e tudo mais, mas… todavia, contudo, porém… outro empecilho: simplesmente o-dei-o academia. Descobrir este canal no YouTube foi a oitava maravilha para mim, até descobri que posso gostar um pouquinho de uma rotina menos sedentária.

Receitas com peito/filé de frango

Receitas com filé de frango

Adoro frango, mas acho o filé grelhado clássico a coisa mais sem graça do mundo, por isso meu delicious está sempre lotado de receitas com a tag experimentar. Aqui, algumas das que me parecem mais interessantes e pretendo testar em breve:

Cinema e Vídeo

Filme: No Coração do Mar

Cenas do filme: No Coração do Mar

Herman Melville (Ben Whishaw) é um escritor ainda pouco prestigiado passando por um período de crise e precisando, não simplesmente de uma nova história, mas d’A história que o ajudará a provar, para o público e para si mesmo, que é um bom autor. Fascinado pelos relatos extraordinários sobre a expedição do navio Essex, acontecida mais de 30 anos antes, Melville procura Thomas Nickerson (Brendan Gleeson – idoso, Tom Holland – jovem), o único sobrevivente ainda vivo da dita expedição, para tentar convencê-lo a contar o que realmente aconteceu nos terríveis meses em que a tripulação esteve à mercê da baleia e das interpéries impostas por longas viagens pelo mar.

É de conhecimento geral que os fatos e mitos acerca da viagem do navio Essex e a gigantesca cachalote que perseguiu sua tripulação foram a fonte de inspiração para Herman Melville escrever o que hoje é considerada sua obra prima. No coração do Mar é um filme sobre a história que o inspirou a escrever Moby Dick.

Fui assistir a este filme sem expectativas ambiciosas, esperando apenas uma boa aventura e duas horas de entretenimento descompromissado. Devo dizer que acabei sendo positivamente surpreendida.

É uma boa aventura? Sim. É um entretenimento descompromissado? Sim. Tudo isso temperado por aquele apelo irresistível de uma história cercada de mitos, com o suporte de atuações consistentes e um ótimo trabalho de produção e fotografia.

Considero um ponto a favor o fato da adaptação ter priorizado o cinematográfico, focando a real expedição liderada pelo Capitão George Pollard (Benjamin Walker) e sua relação problemática com o primeiro imediato Owen Chase (Chris Hemsworth). Se tivessem optado por um viés mais literário o resultado poderia ter fugido do hollywoodiano, mas com certeza seria muito menos fluido e dificilmente acertado – se você já leu Moby Dick vai imaginar quão custoso seria o trabalho de adaptar um romance tão complexo sem deixá-lo cair na “mesmice” superficial e compreenderá o que estou querendo dizer.

A atuação do elenco me agradou bastante de modo geral. Destaque para a ala coadjuvante, que mesmo com pouco espaço ou aprofundamento, conseguiu deixar sua marca e caracterizar o grupo e a época. Também estou gostando bastante de ver Chris Hemsworth em suas tentativas de desvincular, aos poucos, a exclusividade da imagem do Thor de sua carreria, embora ainda deixe claro que há bastante trabalho pela frente: existe consistência, mas falta coração e a entrega verdadeiramente apaixonada.

Tecnicamente o longa de Ron Howard não carece de retoques, por outro lado senti que ele perdeu um pouco a mão no controle do fluxo narrativo e na manutenção dos conflitos. A alternância do foco entre o passado e o presente nem sempre parece acontecer no momento certo causando quebras desnecessárias e, muitas vezes, amenizando de modo negativo aqueles que deveriam ser os principais ápices da história. O conflito entre Pollard e Chase, que a princípio parecia ser a viga em que se apoiaria o principal arco dramático da história, também parece ser simplesmente jogado para escanteio em algum momento sem que isso seja convincentemente justificado pelo o aparecimento da baleia.

O saldo final, para mim, foi bastante satisfatório. Não surpreende, não inova, mas também não decepciona. Uma boa opção para quem procura a distração de uma aventura para aquela tarde tediosa de domingo.

No Coração do Mar

In the Heart of the Sea (EUA, 2015, 121 min.)

Cartaz: No Coração do Mar

  • Direção: Ron Howard
  • Roteiro: Charles Leavitt, Rick Jaffa, Amanda Silver, Nathaniel Philbrick
  • Gênero: Ação / Aventura / Drama
  • Elenco Principal: Chris Hemsworth, Cillian Murphy, Ben Whishaw, Charlotte Riley, Paul Anderson, Brendan Gleeson, Tom Holland, Michelle Fairley, Benjamin Walker
  • Site Oficial: http://www.intheheartoftheseamovie.com/
  • Avaliação: ★★★★☆

Trailer

Música

Na Minha Playlist: Endless Forms Most Beautiful (Nightwish)

Nightwish

Minhas escolhas musicais nos últimos tempos não têm sido muito conscientes, tenho feito bastante uso dos modos randômicos. Aí que dando uma espiada nas estatísticas do meu player notei que este álbum do Nightwish tem figurado com bastante frequência no topo das minha execuções e, não tendo parado para pensar sobre isso antes, acabou soando como uma surpresa para mim.

Faço parte da turma que ficou se sentindo órfã quando Tarja Turunen saiu do Nightwish, para mim ela era a voz, a cara, o estilo da banda. Tentei deixar preconceitos de lado, não ser turrona demais quando Anette Olzon assumiu os vocais, botei o Dark Passion Play no modo repeat na época do lançamento e me obriguei a ouvir umas tantas vezes para ver se me acostumava. Não rolou.

Aí veio a Floor Jansen. Eu gostava muito dela no After Forever, mas confesso que não botei muita fé de que seu trabalho casaria bem com o Nightwish, demorei para ter coragem de conferir o resultado. E não é que acabei gostando bastante?

Não é a Tarja, óbvio, mas acho que funcionou bem. Floor tem uma voz maravilhosa e uma presença viva e cativante. As músicas, com seus vocais, parecem ganhar uma nova energia e tenho gostado bastante disso. Endless Forms Most Beautiful tem sido um dos mais tocados e meu álbum favorito das últimas semanas.

Algumas músicas do álbum:



Nightwish

  • Origem: Finlândia
  • Gêneros associados: metal sinfônico
  • Atividade: 1996->
  • Formação atual: Tuomas Holopainen, Emppu Vuorinen, Jukka Nevalainen, Marco Hietala, Floor Jansen, Troy Donockley
  • Site oficial: http://nightwish.com

(Dados coletados em Outubro/2016)