FotografiaProjetos Pessoais

Project365 – Fevereiro 2015

Fevereiro 2015
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
[032] #project365
2
[033] #project365
3
[034] #project365
4
[035] #project365
5
[036] #project365
6
[037] #project365
7
[038] #project365
8
[039] #project365
9
[040] #project365
10
[041] #project365
11
[042] #project365
12
[043] #project365
13
[044] #project365
14
[045] #project365
15
[046] #project365
16
[047] #project365
17
[048] #project365
18
[049] #project365
19
[050] #project365
20
[051] #project365
21
[052] #project365
22
[053] #project365
23
[054] #project365
24
[055] #project365
25
[056] #project365
26
[057] #project365
27
[058] #project365
28
[059] #project365
Cotidiano

Resumão de Fevereiro

Semana de TPM + crise de enxaqueca = um monte de tarefas não completadas na agenda. #planner #week05 #planningtime Friozinho e chuva, bom pra preguiçar. #catlovers #nickie Nosso programa de Carnaval: visita ao Sítio São José. #sitiosaojose #101coisas #turismorural Domingando.

Livros

  • As Regras da Casa de Sidra (John Irving) – 1001 livros | kindle book
  • O Assassinato e Outras Histórias (Anton Tchekhov) – clube de leitura
  • As Melhores Histórias da Mitologia Japonesa (Carmen Seganfredo) – clube de leitura
  • A Crônica do Matador do Rei – #1 – O Nome do Vento (Patrick Rothfuss) – kindle book | recomendado por amigo(a)
  • Antes do Baile Verde (Lygia Fagundes Telles) – clube de leitura | kindle book
  • Teoria Geral do Esquecimento (José Eduardo Agualusa) – kindle book
  • O Segredo das Coisas Perdidas (Sheridan Hay) – #tbrjar
  • O Enigma da Borboleta (Kate Ellison) – kindle book
  • Os Quatro Contos do Mundo (R. Saturnino Braga) – clube de leitura
  • A Ilha do Dr. Moreau (H. G. Wells) – 1001 livros | kindle book
  • Crônicas de Duna #2 – Messias de Duna (Frank Herbert) – #tbrjar
  • Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo (Benjamin Alire Saénz) – kindle book
  • A Pérola (John Steinbeck) – #tbrjar
  • O Sal da Vida (Françoise Héritier) – #tbrjar
  • A Casa da Floresta (Marion Zimmer Bradley) – ebook
  • Não Conte a Ninguém (Harlan Coben) – kindle book | recomendado por amigo(a)

Minha lista completa de livros e links para as respectivas resenhas aqui.

Filmes

  • Sem Novidades no Front (All Quiet on the Western Front, 1930) – 1001 filmes | ganhadores do oscar
  • Além da Liberdade (The Lady, 2011)
  • A Teoria de Tudo (The Theory of Everything, 2014)

Minha lista completa de filmes e links para as respectivas resenhas aqui.

Séries

  • Merlin: S02E04 a E13, S03E01 – em andamento
  • Hidden Kingdoms: E02 e E03 – concluído

Projeto 101 Coisas em 1001 Dias

Itens completados:

Status em 28/02/2015

  • Itens concluídos: 13
  • Itens em andamento: 33
  • Itens pendentes: 55

Minha lista completa no Projeto 101 Coisas em 1001 Dias aqui.

Cinema e Vídeo

Filme: Suspeito Zero

Thomas Mackleway (Aaron Eckhart) é o agente do FBI encarregado de investigar uma série de crimes em que as únicas pistas deixadas pelo assassino é o desenho de um círculo atravessado por uma linha e o fato de que as vítimas, por si mesmas, são identificadas como serial killers. Desesperado para mostrar sua capacidade depois de um escândalo de má conduta que culminou com a libertação de um notório criminoso e sua transferência para uma agência menor em Albuquerque, Mackleway acaba seguindo uma investigação pouco ortodoxa que o leva a suspeitar de um ex-agente, Benjamin O’Ryan (Ben Kingsley), que parece ter se tornado um obcecado por fazer justiça com as próprias mãos depois de ter sido desligado da agência.

O filme prometia. Com nomes de peso no elenco, um trabalho interessante de fotografia e um mote razoavelmente instigante, cheguei a depositar algumas boas expectativas nele, mas passados os primeiros minutos a coisa toda perde o rumo de maneira irrecuperável, para mim a decepção foi vertiginosa.

A produção é fraca quando havia espaço para um trabalho bem mais meticuloso e caprichado. O desenvolvimento da trama é confusa e não se sustenta, as suspeitas do investigador principal não se justificam. Uma pena que nem a boa interpretação de Ben Kinsley como o perturbado suspeito consiga segurar a onda.

Conversando com alguns amigos do Clube do Filme, descobri que algumas pessoas conseguiram captar algum brilhantismo subjetivo no emaranhado todo. Para mim, definitivamente não funcionou, achei tudo muito chato e confuso. Dispensável.

Suspeito Zero

Suspect Zero (EUA, 2004, 99 min.)

Cartaz: Suspeito Zero

  • Direção: E. Elias Merhige
  • Roteiro: Zak Penn, Billy Ray
  • Gênero: Policial, Suspense
  • Elenco Principal: Aaron Eckhart, Ben Kingsley, Carrie-Anne Moss
  • Avaliação: ★★½☆☆

Trailer

Projetos Pessoais

52 Objetos – #8: TBR Jar

52 Objetos - #8: TBR Jar

  • O quê: TBR Jar
  • Onde: na minha estante de livros
  • Origem: vi por aí, nas redes sociais e blogs, resolvi fazer um usando um pote de plástico que já tinha em casa

Um dos motivos pelo qual eu não quis listar previamente os objetos que seriam postados no projeto, nem estabelecer qualquer tipo de prioridade ou ordem para eles: sempre pode aparecer algum outro no meio do caminho. Estou usando o esqueminha da TBR Jar apenas desde o início do ano (finalzinho-inho do ano passado, na verdade) e já me rendi totalmente!

Para quem não sabe do que se trata: a sigla TBR vem do inglês “To Be Read”, algo como “para ser lido” e jar seria jarro/jarra/pote. A ideia é escrever os títulos de livros que você quer ler em pedacinhos de papel e colocar em um recipiente qualquer para ir sorteando suas próximas leituras.

Já vi diversas variações da ideia por aí, há quem faça sorteios a intervalos pré-definidos (um por mês, um por semana), há quem não sorteie títulos específicos, mas gêneros ou temas, há quem só faça o sorteio quando não sabe o que ler, há quem só leia livros sorteados. A única regra imprescindível é: livro sorteado tem que ser lido!

No meu caso coloquei no potinho somente os títulos de livros impressos (não ebooks) que ganhei ou comprei mas ainda não li – se comprar ou ganhar outros, faço o papelzinho e acrescento no pote – com o objetivo de reduzir o tamanho considerável da pilha de não lidos na estante, em especial, desencalhar aqueles que vivo adiando por um ou outro motivo. Como estou participando de vários projetos de leitura alguns títulos não podem esperar pelo sorteio, mas também tenho o hábito de sempre ler mais de um livro “ao mesmo tempo”, então tenho procurado estar sempre com pelo menos um livro dos projetos e um da TBR Jar em andamento. Terminei de ler um do pote, sorteio outro logo em seguida.

Claro que tudo isso é apenas uma brincadeira, eu poderia simplesmente continuar lendo os livros da estante sem precisar de tudo isso, mas tudo o que assume ares de desafio funciona melhor para mim. Digo que me rendi ao esqueminha porque tenho me divertido bastante, desde que comecei já desencalhei mais de 10 livros da estante – alguns já estavam sendo protelados há coisa de 3 anos, a empolgação faz com que a leitura renda mais e adoro essa expectativa para descobrir qual será meu próximo companheiro de cabeceira.

» Este post faz parte do Projeto 52 Objetos que consiste em postar, uma vez por semana, durante um ano, objetos que sejam significativos para mim e digam um pouco sobre a minha pessoa. Para saber mais espia aqui e para ver os objetos já publicados aqui.

Cotidiano

101 Coisas: [✔] 5. Visitar o Sítio São José em Indaiatuba e [✔] 16. Andar a cavalo

Sítio São José

Aproveitei o feriado de Carnaval para fazer um passeio rápido, aqui mesmo na cidade, e riscar mais um item dois itens da minha lista de 101 coisas.

Já reparou como temos a tendência de fazer vários passeios quando estamos em outras cidades, mas em nossa própria nem sempre conhecemos os lugares mais visitados por turistas? Já tinha ouvido falar muito no Sítio São José, mas era um passeio que eu vivia adiando porque, né, “está logo ali, posso ir a qualquer momento”… Por fim dei conta dessa “pendência”.

Foi um passeio gostoso, bons momentos com Mamãe e maninho, mas se me pedirem para ser totalmente sincera o sítio não é tuuudo o que eu imaginava. Esperava encontrar mais coisas para fazer, mais espaço e – neste caso não sei se foi apenas a época que não era muito boa – mais opções de frutas e hortaliças para trazer para casa.

De qualquer forma vale o passeio, a gente não paga nada para entrar, apenas o consumo e os passeios, o ambiente é gostoso e todos na família que mora lá são extremamente simpáticos.

Algumas fotos do passeio (embora talvez eu devesse dizer: “fotos do orquidário do sítio” porque a maioria das fotos é de lá, mas que posso fazer se as orquídeas são tão fotogênicas?):