Cotidiano

Mais um fim-de-semana passou voando… Não tô nem um pouco animada pra voltar pro trampo amanhã cedo, mas fazer o quê… E pensar que eu já curti tanto esse trampo… O sábado e o domingo foram aquela pasmaceira, nada de novo, nada de interessante… Sábado eu fiz umas comprinhas no centro com a minha irmã: comprei 2 calças e um tamanco, nada muito caro nem muito espalhafatoso… Depois eu fiquei tão cansada que nem aguentei fazer mais nada, acabei capotando e nem vi a hora que meu namorado foi embora de casa…

Desabafos, Devaneios e Divagações

Putz! Hoje eu tô passada… nem tanto de cansaço, é mais saco cheio mesmo… Sabe aqueles dias que a gente nem devia ter saído da cama? É meio por aí… O dia inteiro foi aquela coisa, eu já quase me arrastando de tanto desânimo e agora, pra finalizar bem a noite o carro deu um tilt bem lá no pedágio, não queria pegar de jeito nenhum, fiquei um tempão parada lá, debaixo da chuva, no vento… Aaaaaaaaah! Ando tão desanimada esses dias… uma vontade louca de sair correndo e gritando… e nem sei direito o porquê….

Palavras garimpadas

“Se eu morrer antes de você, faça-me um favor.
Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar, não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser boa e amiga.
Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles.
Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei.
Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase:
– “Foi minha amiga, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus!”
Aí, então derrame uma lágrima.
Eu não estarei presente para enxugá-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar.
E, vendo-me bem substituída, irei cuidar de minha nova tarefa, seja onde eu estiver.
Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus.
Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele.
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele.
Você acredita nessas coisas?
Então ore para que nós vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Mas, se eu morrer antes de você, acho que não vou estranhar o céu…

“Ser seu amigo já é um pedaço dele…”
(Autor Desconhecido)

Desabafos, Devaneios e Divagações

É incrível como algumas pessoas têm o verdadeiro dom de destilar venenos… e que venenos! Imagine passar o dia inteiro ouvindo uma galerinha falando as piores podreras de tudo quanto é pessoa que já cruzou o caminho deles… Meu, não tô dizendo que eu nunca digo nada de ninguém, mas acho que tudo tem um limite, e tem gente que estrapola meeeesmo, maldade pura e forte… Eu chegava a passar mal de ter que ficar ouvindo certas coisas… Pior é que são pessoas que até um tempo atrás eu tinha uma p. admiração, curtia de verdade, agora não sei do que tenho mais medo, se é de ficar perto ou de virar as costas… Se fosse só por brincadeira, zueira que fosse, até vai… Afinal, todo mundo tem que confessar que é uma delícia falar dos defeitos dos outros… mas fazer isso por pura maldade? Nossa! Fico revoltada com pessoas que acham muito fácil falar dos outros, mas não enxergam em si mesmas muitos desses mesmos defeitos…

Desabafos, Devaneios e Divagações

Ontem meu namorado e eu fomos almoçar na casa de uns amigos, o Emerson e a Fabiana. Eles começaram a namorar mais ou menos na mesma época que o Lê e eu, éramos todos colegas de classe no técnico de PD e em maio desse ano eles se casaram, o Lê e eu, inclusive, fomos padrinhos. É meio engraçado de ver, dois amigos nossos, que iam pras baladas com a gente lá, casadinhos, no cantinho deles, levando aquela vida caseira, cuidando das pequenas coisas do dia-a-dia… Nossa! Fiquei observando cheguei a conclusão que ainda não estou com o espírito muito bem preparado pra essa vida não… Sei lá, parece tão estranho… Tão distante da realidade que vivo hoje… E às vezes tenho a sensação de que tenho tantas coisas pra fazer, coisas que não combinam muito com a vida a dois… Não que eu não queira uma vida a dois, quero sim, mas a certeza que eu tenho é que eu ainda preciso de um tempo, viver outros momentos e outras situações pra me sentir realmente pronta pra juntar as escovas de dente com outra pessoa…