Cotidiano

Diário:

Sábado fui para São Bernardo do Campo, onde teve o casamento de um primo da minha mãe. Tipo, chegamos já no finalzinho da cerimônia e depois fomos para o buffe onde teve a recepção… coisa fina, desde o ambiente até os quitutes que foram servidos… Foi legal, deu pra comer bem, tinha variedade, comida japonesa, frios de todos os tipos e muitas frutas, mas de certa forma me senti um pouco um peixe fora d’água naquele ambiente. Sabe aquela sensação de “eu não pertenço a tudo isso aqui”? Mais ou menos isso… Nada muito gritante, mas eu não me acostumo com coisinhas do tipo canapés feitos com um pedacinho de pão de forma e uma pasta “cor-de-rosa cheguei” com gosto de queijo, ou um pedaço de melão enrolado em uma fatia de presunto e um champignom espetados em um palito, ou ainda uma fatia de carambola com patê de presunto e uma cereja em cima… Voltamos até bem cedo, cheguei em casa um bocado cansada (dirigir no meio daquele estresse do trânsito de São Paulo sempre me deixa acabada), mas ainda fui ver meus e-mails antes de dormir.

No domingo passei o dia em casa, no sossego… Choveu a tarde toda, nada mais gostoso do que ficar encafofadinha em casa num dia como esse… Aproveitei pra dar uma geral no blog, atualizei algumas coisinhas e mudei o template… o anterior, aquele da Tarja Turunem, era maravilhoso, eu adorava ele, mas como tudo, chega uma hora que enjoa… então troquei…

Atualizei também o meu PlayList do Winamp, com as últimas músicas que consegui baixar:

  • After Forever – Wings of Illusion
  • Darkwell – Armageddon
  • Darkwell – The Crucible
  • Edenbridge – Cheyenne Spirit
  • Edenbridge – Take Me Back
  • Flowing tears – Serpentine
  • Shadow Gallery – Colors
  • Shaman – Blind Spell
  • Shaman – Fairy Tale
  • Shaman – Over Your Head
  • Shaman – Time Will Come
  • Sonata Arctica – Shy
  • Sonata Arctica – Tallulah
  • Sonata Arctica – Victoria’s Secret
  • Stratovarius – Paradise
  • The 3rd and the Mortal – Ring of Fire
  • The Storyteller – SomeHow I Made It
  • Tristania – Darkness is the Kingdom
  • Tristania – Evenfall
  • Within Temptation – Blooded
  • Within Temptation – Mother Earth

Coloquei também mais um award, que ganhei da Sheila, do blog Lady Of The Dark.

Cotidiano

Diário

Por causa de uma problema com a Van ontem, na volta da facul, nós tivemos que ficar parados em um posto de gasolina por mais de uma hora.. Tudo bem que é chato ter que ficar esperando, mas não foi de todo ruim, a gente fica lá batendo papo, rindo muito, o tempo até que passou rápido… Cheguei em casa por volta de 1h da manhã…

Há tempos atrás eu ficaria extremamente irritada com o que aconteceu… mas, engraçado, hoje em dia eu não sou mais assim. Estou numa fase mais “zen” com essas coisinhas da vida, volto minha raiva para coisas mais importantes ou mais graves, afinal, esse tipo de imprevisto acontece, por mais que a gente se previna, acontece meeesmo, então, pra que ficar nervosa à toa? O negócio é tirar o melhor proveito possível desses momentos, que no final das contas podem ser muito divertidos, basta a gente levar no bom humor…

Falar um pouquinho sobre o fim de semana… sábado fui assistir No Cair da Noite… Há tempos eu não saia do cinema tããão decepcionada… Que filminho horrível… Uma história fraca, sem argumentos consistentes, nem memo um suspense que prenda um pouco a gente na trama… Uma pena, porque o site oficial é bem legal, aliás eu recomendo mesmo pra quem não viu e nem pretende ver o filme…

Desabafos, Devaneios e Divagações

Videocassetadas Infantis

Sabe uma coisa que me revolta e muito? Videocassetada com criancinhas… A princípio pode parecer uma idéia totalmente sem noção, mas é só parar para prestar um pouquinho mais de atenção e pensar no acontecido. Não sei o que os pais dessas crianças têm na cabeça, a criança muitas vezes ainda nem sabe andar direito, e estão lá, tentando escalar a cadeira, que está em cima do sofá capenga, que está em cima da mesa de pernas bambas, que está em cima do chão escorregadio, ou seja, está absolutamente claro que coisa boa não pode sair. Mas o infeliz do pai tá lá filmando e deixando a criança seguir em frente na sua empreitada. Aí vem o tombão. A pilha de coisas despenca em cima dela, que abre o maior bocão se esguelando de chorar e o que o tal pai faz? Continua filmando! E muitas vezes dando sonoras gargalhadas!!! Fala sério! Isso não tem sentido, não entra na minha cabeça! O que me revolta de verdade é ver que a maior parte desses “acidentes” poderia sim, muito bem ser evitada. São situações claras de risco, que muito mais do que uma cassetada podem ter consequências bem mais graves, mas não, os caras deixam a criança lá, só pra ter o gostinho de ter aquilo filmado! É ridículo! Como são ridículos também aqueles que filmam as crianças com sono. Nesse último domingo mesmo, no (eca!) Faustão, vi um monte dessas. O bebezinho alí, morrendo de sono, com a cara enfiada no prato de papinha e quase despencando da cadeirinha… Isso lá é cena que se apresente?

Acidentes acontecem? Claro que sim. Flagras desses acidentes também? Com certeza. Mas está absolutamente clara a falta de responsabilidade da maioria desses pais ou seja lá quem for que esteja filmando essas barbaridades, em deixar crianças que ainda não têm noção dos riscos que correm, estarem se expondo dessa maneira, aos perigos e ao constrangimento dessas atitudes aparentemente inocentes…

Mas pior ainda do que tudo isso é a máquina que alimenta esse tipo de programa. Ver todo aquele auditório e imaginar quantas pessoas estão em casa, assistindo a essas cenas grotescas, rindo e achando tudo muito lindo e muito engraçado, me dá “coisas”! Tenho vontade de sair pulando e gritando de raiva…

Cotidiano

Diário:

Gente! Eu nunca ia imaginar que o meu desabafo no post de ontem fosse gerar tanta reação!!! Recebi alguns comentários e um mooonte de e-mails de apoio, conselhos, mensagens de ânimo…

Valeu pela força, pessoal! Mas não se preocupem, o desânimo que eu falei ontem não é nada grave, tenho certeza! Talvez eu tenha passado a impressão de estar realmente mal, mas não é tudo isso não… deve ser algum acúmulo de estresse, cansaço mesmo, desses a que todos nós estamos sujeitos… podem acreditar, já está passando…

Nem eu mesma consigo explicar o porquê dessa súbita falta de inspiração pra fazer as coisas, escrever ou trabalhar. De vez em quando tenho dessas… é normal. Acho que como todo mundo é meio assim… Vida corrida, um monte de coisas na cabeça, faculdade, serviço, correr pra pegar a Van, família, namorado, conta e mais contas pra pagar… eu costumo segurar legal a barra, mesmo sem fazer muito esforço, mas de vez em quando a bateria precisa ser recarregada, não?

De qualquer forma foi maravilhosos receber tanto carinho e apoio e ver tantos amigos se preocupando… Mais uma vez: valeu galera!

Pra terminar vou colocar aqui uma mensagem que um de vocês me mandou por e-mail e eu achei linda!

Acredite

Você precisa ter sonhos, para que possa se levantar, todas as vezes que cair.

Acreditar que a toda hora podem acontecer coisas boas e mudar o rumo da sua vida.
Você precisa ter sonhos grandes e pequenos, os pequenos, são as felicidades mais rápidas, os grandes, lhe darão força para suportar o fracasso dos sonhos pequenos.
Você tem que regar os teus sonhos todos os dias, assim como se rega uma planta para que cresça…
Você precisa dizer sempre a você mesmo: vou conseguir, vou superar, vou chegar no meu sonho!
Fazendo isso, você vai estar cultivando sua luz, a luz de sempre ter esperanças, que nunca podem se apagar, pois ela é a imagem que você pode passar para as outras pessoas, e através dessa luz que todos vão lhe admirar, acreditar em você e te seguir.

Mire-se na Lua, pois se você não puder atingi-la, com certeza estará entre as estrelas.

Cinema e VídeoCotidiano

Diário:

Ando meio sem inspiração pra escrever, cansada… não fisicamente, mas mentalmente… O serviço não rende, nem mesmo pras coisas das quais gosto muito não estou com muito pique…

O fim-de-semana foi básico. Nada de espetacular. Sábado fui ao cinema… Nossa! Há quanto tempo eu não ia…! Assisti Navio Fantasma… se fosse pra escolher uma palavra que pudesse definir o filme eu diria decepcionante. Não o filme em si, que teria tudo pra ser muito bom dentro do estilo dele, tem cenas fortes, todo um clima gerado em torno da história, vai conseguindo prender a gente… mas o final… Não vou ficar comentando muito pra não estragar mais ainda a expectativa de quem ainda pretende ver o filme, mas o fato é que eu saí do cinema um bocado frustrada, com a sensação de que podia ter sido muito melhor…

Navio Fantasma

Domingo pra variar não passei muito bem e não fiz nada o dia inteiro, com uma dorzinha de cabeça chata me incomodando o tempo todo…

Ontem não teve aula na facul. O tal projeto da doação do terreno pra construção do novo prédio estava em votação na Câmara e o pessoal todo ia pra lá… Quer dizer, todo não, eu mesma não tava com disposição pra isso. Como na Van tem um cara que é de outra faculdade lá de Americana e ia ter aula, eu tinha que ficar esperando. Acabei indo pro apê de uma amiga minha que “casou” há pouco tempo… Fui lá pra conhecer, apesar dela ser uma das minhas amigas mais próximas lá da faculdade, antiga companheira de república, ainda não tinha ido lá… Passei uma noite bem agradável, batendo papo, comendo pipocas… Foi legal… mas na boa, na minha atual situação bem que ter ficado em casa, no sossego, também não teria sido nada mau…