Fotos: Ilhabela / SP

Algumas fotos do passeio em Ilhabela/SP. Férias é tudo de bom!

Areia

Praia do Perequê

Nó

Ilhabela SP

Globo

Ilhabela SP

Poço da Pedra

Poço da Escada

Poço da Ducha

Poço do Jequitibá

Ilhabela SP

Ilhabela SP

Ilhabela SP

Praia do Jabaquara

Jabaquara

Ilhabela SP

Garapocaia

Pássaro

Praia das Pedras Miúdas

Ilha das Cabras

Links interessantes #62

,

Livro: Coração Maligno, de Chelsea Cain

, , ,

Li este livro em abril do ano passado (!), ainda para o Desafio Literário, mas na época não foi possível escrever alguma coisa a respeito por causa da minha viagem, fui deixando para depois, adiando, adiando… meu “pseudo-toc”, entretanto, não me deixa sossegada se eu deixar as resenhas de uma série pela metade, então ‘bora preencher as lacunas!

Coração Maligno é o terceiro livro da série sobre o Detetive Archie e a psicopata Gretchen escrita por Chelsea Cain. Depois dos acontecimentos narrados em Coração Ferido e Coração Apaixonado, Gretchen, a Beleza Mortal, continua foragida e acabou se tornando uma celebridade com direito a fã-clubes, roteiros turísticos que visitam os locais de seus crimes e seu rosto estampado em diversos souvenirs. Archie, por sua vez, está internado – por iniciativa própria – em uma clínica onde participa de terapias de grupo e procura manter-se longe de sua dependência química e de quaisquer contatos com o mundo exterior, mas quando uma nova onda de assassinatos cruéis volta a desafiar a polícia de Portland, ele se vê obrigado a deixar a “segurança” de seu confinamento e descobrir o que está acontecendo. Teria Gretchen voltado à ativa, ou seriam os crimes obras de um copycat?

Este terceiro volume preenche alguns pontos na história dos protagonistas, descobrimos mais detalhes de sua conturbada relação, como eles se conheceram e a sucessão que os levou à obsessão doentia. O passado de Gretchen, entretanto, permanece uma grande incógnita, parte do mistério que a torna tão atraente.

Ainda mais cruel e mais violento que os anteriores, Coração Maligno reforça os aspectos que caracterizam a série, com um suspense tenso e personagens marcantes, mas não chegou a prender tanto a minha atenção como os anteriores, talvez porque eu acredite que este tipo de suspense inevitavelmente chega a um limite e perde um pouco a graça se começa a se estender demais.

Até o momento em que li este livro eu acreditava que se tratava de uma trilogia – e assim a série me foi apresentada -, só soube depois que já existem mais dois títulos (Night Season e Kill You Twice, pelo que parece ainda não lançados no Brasil). Sinceramente? Não me animei a seguir. Embora realmente exista alguma abertura para a continuação, o desfecho me deixou satisfeita e – obviamente palpitando no escuro – tentativas de manter vivo o drama e o suspense têm, para mim, cheiro de “esticada” comercial.

Coração Maligno

Cain, Chelsea

  • Série: Archie e Gretchen #3
  • Editora: Suma de Letras
  • Categorias: Literatura Estrangeira, Suspense
  • Título Original em Inglês: Evil at Heart
  • Site do autor: http://www.chelseacain.com/
  • Avaliação: ★★★☆☆

Palavras Garimpadas #6

Ninguém pode realmente compreender um sonho.

Nem mesmo Freud.

Uma das leis da alma humana é a intermitência. Quem disse isso? Proust. Em Busca do Tempo Perdido (o equivalente francês do romance chinês O Sonho no Pavilhão Vermelho. Os artistas, essa raça à parte, também não compreendem os sonhos, mas eles os criam, vivem-nos e terminam por se tornar eles próprios o sonho dos outros.

O Complexo de Di – Dai Sijie

Vem ni mim, 2013!

Este ano eu vou...

Este ano eu vou…

… viver intensamente todas as coisas boas – e também as não tão boas – que a vida me trouxer.

Para um ano que começou tão de mansinho 2012 acabou se revelando um dos períodos mais revoltosos de que posso me lembrar: altos muito altos, baixos muito baixos, cabeça e coração em constante conflito. Pouquíssimas vezes na vida tinha chegado àquele momento ‘X’ em que acreditei ter atingido o limite do posso suportar.

Mas a gente aguenta, não é? A gente sempre aguenta. E, lugar-comum, a gente cresce. E aprende.

Um ano bom. Ainda me sinto um pouco cansada, ainda sinto as mãos feridas por tentar segurar as rédeas daquilo que não posso controlar. Mas sim, Luminha ainda conserva aquele lado que prefere enxergar o copo meio cheio. 2012 parece ter vindo para me testar, abalar meus alicerces, forçar meus limites. Isso também é bom. Me libertar, quem sabe?

Abrir os braços e seguir em frente, é tudo o que quero. 2013 promete ser um ano de grandes mudanças, especialmente no âmbito profissional e no familiar, e embora eu saiba que nunca estarei completamente preparada, sinto-me com coragem para encarar. É só o que importa agora.