Links interessantes #64

,

Casa / Decoração

Receitas

Artesanato e Trabalhos Manuais

Casas de Bonecas e Miniaturas

Wishlist

Livro: O Lugar da Verdade, de Christian Jacq

, , ,

Capa: O Lugar da Verdade No quarto e último livro da série A Pedra da Luz, escrita por Christian Jacq, acompanhamos as transformações psicológicas e comportamentais sofridas por Paneb, o Ardoroso, para se tornar o novo mestre-de-obras da confraria e conseguir cumprir com todas as pesadas missões que lhe foram confiadas: proteger a vida da Mulher Sábia, construir o mais belo templo de milhões de anos e descobrir, de uma vez por todas, o traidor que há tanto tempo vem tentando sabotar a confiança dos faraós n’O Lugar da Verdade.

Tal como eu já havia comentado na resenha de Paneb, o Ardoroso há tempos minha empolgação com esta série não é mais a mesma, foi arrefecendo, visivelmente, a cada volume. Não tenho medo de grandes volumes de páginas e longas sagas, mas este é um caso em que não acredito que tudo isso fosse realmente necessário. Resultado? Fiquei feliz em alcançar a última página e poder deixar a série para trás, não vivenciei o desfecho com grande emoção e não tenho muito mais a acrescentar depois dos posts anteriores sobre a série, no geral as impressões sobre o estilo, a evolução e o ritmo permanecem as mesmas.

Alguém aí já leu outras séries do autor? Apesar do sentimento de alguma frustração o Antigo Egito ainda é um assunto muito me interessa, ainda penso em arriscar a leitura de outras obras de Jacq

Lugar da Verdade, O

Jacq, Christian

  • Série: A Pedra da Luz
  • Editora: Bertrand Brasil
  • Categorias: Literatura Estrangeira, Romance Histórico, Egiptologia
  • Título Original em francês: La Place de vérité
  • Avaliação: ★★½☆☆

Navegar é preciso

,

De todas as analogias que já ouvi para a vida minha preferida ainda é a do barquinho.

Por vezes precisamos remar, precisamos de bússola, de uma direção, da ideia de um destino. Podemos deixar os remos de lado e apenas ajustar as velas. Enfrentaremos ventos contrários, correntes vertiginosas, tempestades abruptas, excesso de calmaria. E há aqueles momentos em que podemos – às vezes precisamos – simplesmente nos deixar levar ao sabor do que quer que seja.

Sigo seguindo. É engraçado como a sensação de estar fazendo apenas aquilo que tenho vontade pode ser mais clara, mais forte, justamente no momento em que decido que não preciso controlar tudo ao meu redor.

Fevereiro foi assim. Descansei os remos, pude olhar ao redor, apreciar a paisagem. Vi coisas acontecendo, acompanhei a maré, fiquei amiga dos ventos que, em retribuição, estão me levando para lugares em que já posso vislumbrar, no horizonte, novas terras onde posso me aventurar…

Leituras de Fevereiro

#reading

  • Saga of the Light Isles #1: Wolfskin, de Juliet Marillier (kindle book)
  • Harry Potter #6: Harry Potter e o Enigma do Príncipe, de J. K. Rowling (releitura)
  • Saga of the Light Isles #2: Foxmask, de Juliet Marillier(kindle book)
  • Insatiable Series #1: Insatiable, de Meg Cabot (kindle book)
  • O Castelo Branco, de Orhan Pamuk
  • A Pomba, de Patrick Süskind
  • Harry Potter #7: Harry Potter e as Relíquias da Morte, de J. K. Rowling (releitura)
  • P. S. Eu Te Amo, de Cecelia Ahern
  • Fallen #3: Passion, de Lauren Kate (kindle book)
  • Fallen #4: Rapture, de Lauren Kate (kindle book)
  • Grandes Esperanças, de Charles Dickens
  • Fallen #spin-off: Fallen in Love, de Lauren Kate (kindle book)
  • Neve, de Orhan Pamuk
  • Crônicas das Trevas Antigas #3: Devorador de Almas, de Michelle Paver

Minha lista completa de livros e links para as respectivas resenhas aqui.

Filmes de Fevereiro

  • Viagem à Lua (Le Voyage Dans La Lune, 1902)
  • O Grande Roubo do Trem (The Great Train Robbery, 1903)
  • Meia-Noite em Paris (Midnight in Paris, 2011)
  • Eu Sou o Número Quatro (I Am Number Four, 2011)

Minha lista completa de filmes e links para as respectivas resenhas aqui.

Palavras Garimpadas #8

Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez, eu sei
Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem

Tem gente que está
Do mesmo lado que você
Mas deveria estar do lado de lá
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar

Tem gente enganando a gente
Veja nossa vida como está
Mas eu sei que um dia
A gente aprende

Se você quiser alguém
Em quem confiar
Confie em si mesmo

Quem acredita
Sempre alcança

Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez, eu sei
Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem

Nunca deixe que lhe digam:
Que não vale a pena
Acreditar no sonho que se tem
Ou que seus planos
Nunca vão dar certo
Ou que você nunca
Vai ser alguém

Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Mas eu sei que um dia
A gente aprende
Se você quiser alguém
Em quem confiar
Confie em si mesmo!

Quem acredita
Sempre alcança

Legião Urbana – Mais Uma Vez

Livro: Foxmask (Máscara de Raposa), de Juliet Marillier

, , , ,

Capa: Foxmask Foxmask (Máscara de Raposa na edição portuguesa) é a sequência de Wolfskin, da série Saga of the Light Isles (com apenas 2 volumes até o momento) escrita por Juliet Marillier.

Alguns anos se passaram desde os acontecimentos narrados no primeiro livro e quando Thorvald, o filho de Margaret, completa 18 anos ela decide lhe contar a verdade a respeito de seu passado. Perturbado pela revelação de que seu pai, Somerled, é o homem conhecido por ser o mandante de um terrível massacre que praticamente dizimou o povo dos Folk, Thorvald decide encontrá-lo e com a ajuda de seu amigo Sam, parte em uma viagem pelo mar, sem saber que Creidhe, filha de Eyvind e Nessa, está escondida a bordo.

Depois de uma forte tempestade os três aportam em uma pequena ilha onde acabam por se envolver no conflito local: os desconfiados e assustadiços moradores da ilha, os Long Knife (Facas Longas), vivem sujeitos a uma maldição que impede que suas crianças sobrevivam até que os chamados Unspoken (Aqueles-que-não-devem-ser-nomeados) – um povo antigo com habilidades em magia – recupere seu vidente, o Foxmask, sequestrado há alguns anos.

Tal como Wolfskin, este não é um dos meus preferidos da autora, mas admito que conseguiu prender um pouco mais minha atenção. Embora o foco da narrativa seja transferido para uma outra geração, as personagens continuaram me parecendo ligeiramente insossas, não me transmitiram a mesma força de personagens de outras sagas que tanto me marcaram.

O trunfo de Foxmask reside nas “histórias paralelas” que influenciam a meada principal. Sinistros e complexos, os detalhes do conflito entre os Long Knife e os Unspoken, a história desses povos, suas crenças e rituais, bem que renderiam um bom enredo principal.

Foxmask

Marillier, Juliet

  • Série: Saga of the Light Isles #2
  • Editora: Pan Australia, versão Kindle
  • Categorias: Literatura Estrangeira, Fantasia Histórica
  • Título na edição portuguesa: Máscara de Raposa (Bertrand)
  • Site do autor: http://www.julietmarillier.com/
  • Avaliação: ★★★★☆