Viagens e Passeios

Passeio na Serra Catarinense

Belas paisagens, estradas dignas de rally, trilhas, cachoeiras, vistas de tirar o fôlego. Peguei uma semana das férias que eu ainda tinha pendentes no trabalho e fui para Urubici, em Santa Catarina, curtir alguns dias em meio à natureza. Tudo muito, muito bom! Nada como uma viagenzinha delícia logo no início do ano para dar aquela energia!

Algumas fotos do passeio:

Cascata do Avencal

Nos arredores da Cascata do Avencal

Nos arredores da Cascata do Avencal

Vista do Mirante

Igreja Matriz

Igreja Matriz

Igreja Matriz

Nos arredores da Igreja Matriz

Vista do Morro do Campestre

Morro do Campestre

No Morro do Campestre

Na Pousada Riacho Doce

Cachoeira Véu da Noiva

Nos arredores da Cachoeira Véu da Noiva

Nos arredores da Cachoeira Véu da Noiva

Nos arredores da Cachoeira Véu da Noiva

Vista do Morro da Igreja

Pedra Furada

Serra do Corvo Branco

A última das Sete Quedas

Palavras garimpadas

Palavras Garimpadas #23

Para poder agir, com efeito, é preciso previamente atingir uma perfeita tranquilidade e não mais conservar nenhuma dúvida. Mas como alcançar essa tranquilidade de espírito? Onde poderia eu encontrar princípios fundamentais sobre os quais possa construir? Onde está minha base? Onde iria procurá-la?

Memórias do Subsolo – Fiódor Dostoiévski

Projetos Pessoais

52 Objetos – #2: Kindle

52 Objetos - #2: Kindle

  • O quê: leitor de ebooks Kindle 2ª geração
  • Onde: quando não estou lendo fica na minha gaveta de cabeceira
  • Origem: comprado na Amazon US, em 2010 (na época ainda não existia a loja brasileira)

Nunca cheguei a ser uma dessas pessoas que torcem o nariz para os livros eletrônicos, mas também não imaginava que, em algum momento, o volume de minhas leituras nesse formato chegaria a ultrapassar as leituras do livros tradicionais em papel.

Há alguns anos o maior empecilho para que eu adotasse os ebooks era o fato de que a leitura no monitor ou quaisquer tipos de telas iluminadas me cansa muito e, trabalhando com tecnologia, já passo muito tempo olhando para elas. Se insisto na leitura meu olhos começam a lacrimejar e tenho dores de cabeça.

Quando o Kindle apareceu – creio que foi um dos primeiros com a tecnologia e-ink e a promessa de que a leitura seria tão confortável quanto o papel – foi justamente este o fator que mais chamou a minha atenção. Resolvi arriscar. E não me arrependo.

Não estou defendendo nenhuma cruzada, mas apenas para aqueles que sempre me perguntam se vale a pena: para mim vale. Porque para mim a leitura realmente é bastante confortável; porque posso ter vários títulos à minha disposição, em qualquer lugar, pelo volume e peso de um livro pequeno; porque é mais confortável ler um livro de 800 páginas no Kindle do que carregar todo esse peso em papel; porque a compra de novos títulos é instantânea; porque, na maioria das vezes (não sempre, é bom ficar sempre de olho), os preços dos ebooks são mais baixos, especialmente os livros em inglês, que acabam saindo bem mais baratos do que os importados.

Ainda sou uma apaixonada pelos livros em papel – tanto que quando gosto de um livro lido no Kindle corro para comprar uma edição tradicional para minha biblioteca – e nunca deixo de comprar títulos novos ou de sonhar com uma biblioteca pessoal gigantesca, mas não dá para negar que as facilidades que o Kindle trouxe para minha vida revolucionaram meus hábitos de leitura.

» Este post faz parte do Projeto 52 Objetos que consiste em postar, uma vez por semana, durante um ano, objetos que sejam significativos para mim e digam um pouco sobre a minha pessoa. Para saber mais espia aqui e para ver os objetos já publicados aqui.

Cotidiano

Fiapos do Cotidiano #4

Supermercado lotado, longas filas nos caixas. Estou cutucando o celular enquanto espero minha vez quando ouço uma voz de criança, quase gritando:

– Mãe! Mãe! Péra eu! Me pega no colo, mãe! Me pega no colo!

Instintivamente me viro para olhar. A menininha deve ter uns 4 anos de idade e está correndo, aos tropeços, atrás de uma mulher que parece estar com muita pressa, descabelada, com o rosto afogueado, procurando uma fila carregando pães, frios e refrigerantes nos braços.

– Ai menina! Isso é hora de fazer manha?

– Não é manha, mãe. Me pega no colo que você pode pegar a preferencial!

Estudo e Trabalho

Cores: Paletas inspiradas em orquídeas

Orquídeas #1

Foto: (cc) John @ Flickr

Orquídeas #4

Foto: (cc) kayugee @ Flickr

Orquídeas #5

Foto: (cc) amortize @ Flickr