Categoria: Desabafos, Devaneios e Divagações

Fevereiro

Junto com o segundo mês do ano, uma notícia que não deveria incomodar, uma antiga foto em sépia e um frêmito de apreensão. Não quero abrir os olhos, não quero ouvir. Preciso falar, no entanto me calo. Engulo as palavras antes mesmo de saber quais seriam elas e as mantenho entaladas na boca do estômago. […]

Janela

Da minha mesa, no trabalho, eu só posso enxergar uma janela. Parte dela, na verdade. A única a qual meus olhos têm acesso durante todo o tempo em que permaneço sentada ali. Uma janela de vidros azuis que não me permitem saber se o dia está ensolarado ou nublado. Uma janela que meu olhar pega […]

Trying to breath

Você percebe que alguma coisa não vai bem quando respirar deixa de ser um ato involuntário. De repente você percebe que precisa se lembrar disso o tempo todo, se policiar para não sufocar e perder a consciência no meio de alguma tarefa banal como atender o telefone ou digitar um relatório. Por você entenda eu, […]

A vida continua

Meu pai faleceu há pouco mais de um mês e desde então tudo por aqui ficou muito confuso. Essa mistura bizarra de dor, ausência, saudade, gratidão, vontades, obrigações, responsabilidades, compromissos e a necessidade quase desesperada de continuar seguindo em frente – por causa e apesar de tudo – consome os dias com sede ávida, rápido […]

Question marks

Tenho dormido mal. Noites povoadas por sonhos buliçosos que chegam durante o silêncio abafado da madrugada para ramalhar meus pensamentos. Sonhos travessos. Dentro deles sou a espectadora assistindo a versões alternativas de minha própria vida. Cenas de caminhos tão plausíveis que muito bem poderiam ser a realidade se eu tivesse, em algum momento de um […]