Categoria: Desabafos, Devaneios e Divagações

Warm feeling

Surpreendo-me ao constatar que há qualquer coisa de reconfortante na mecânica dos dias, na execução de tarefas rotineiras, no simples reencontrar. Percebo aquelas pequenas coisas que, na obsessão e no caos, acabo por ignorar. Fico emocionada com os gestos de apoio – sutis e valiosos – daqueles que sempre estiveram por perto sem fazer alarde, […]

Um espaço cheio de vazio e silêncio

Tento abrir os olhos apenas para constatar que já estou de olhos abertos. A escuridão é absoluta, quase palpável, anaeróbia. Não sei dizer se estou respirando, se há vida correndo em minhas veias, mas sinto frio. Quero me levantar, mas nem mesmo sei se já estou de pé. Quero caminhar, mas tenho medo de avançar, […]

Pequenina farpa

Há qualquer coisa de desconfortável no ar, algo que ainda não consegui definir com clareza, que cutuca sem se revelar, como uma pequenina farpa que não sou capaz de enxergar a olho nú. Questionamentos. Pergunto-me se tomei as melhores decisões, se não me deixei levar por um momento de desespero, se não estou querendo reconstruir […]

Errante

Em que parte do caminho eu me perdi de mim? Sinto-me errante de meus próprios anseios. Perdi minhas referências no momento em que deveria tomar decisões importantes, senti abalados os meus alicerces e não encontrei apoio. Sigo vagando ao acaso. Dias difíceis por aqui. A inquietação e a insatisfação com a vida profissional, as frustrações […]

Um tempo

Preciso de um tempo, uma pausa, uma licença, umas férias. Férias do turbilhão de pensamentos emaranhados que não me deixam dormir. Férias de gente, da obrigação social de dizer ‘bom dia’, dos sapos engolidos que insistem em permanecer atolados no estômago. Férias das máquinas, do ar condicionado, dos telefones, da caixa de entrada de e-mails, […]