Palavras garimpadas

Palavras Garimpadas

Ainda hoje, não me posso acostumar com essa mania que as pessoas têm de nos olhar fixamente quando nos falam ou de chegar bem perto de nós para ter a certeza de que as ouvimos. Aliás, não dá certo, pois, nesses momento, só penso em escapar, em recuar. Digo “sim, sim”, multiplico as manobras para mudar de pé e fugir para o outro lado do cômodo; sou presa de fúria diante de sua insistência, sua indiscrição, essas pretensões à exclusividade.

Bom Dia, Tristeza – Françoise Sagan

Deixe um comentário

  • Todos os comentários passarão por moderação antes de aparecer publicamente no blog, dessa maneira espero organizar melhor a interação com os leitores e minimizar o problema de comentários que acabam ficando sem resposta, ok?
  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.