Palavras garimpadas

Palavras Garimpadas

O modo como os objetos são passados adiante é como o modo de contar uma história. Estou te dando isso porque te amo. Ou porque alguém me deu. Porque eu comprei naquele lugar especial. Porque você saberá dar valor. Porque isso vai complicar a sua vida. Para fazer inveja a alguém. Não existe história fácil sobre aquilo que é legado. O que se lembra e o que se esquece? Pode ser que exista uma cadeia do esquecimento, do apagamento do dono anterior e do lento acréscimo de história.

A Lebre com Olhos de Âmbar – Edmund de Waal

Comentários (1)

  • Paulo Jascov

    Gosto muito da seção Palavras Garimpadas. Traz um pouco de “poesia” para minha vida. Obrigado Luma!!

    07/04/2017 - 08:28

    Responder

Deixe um comentário

  • Todos os comentários passarão por moderação antes de aparecer publicamente no blog, dessa maneira espero organizar melhor a interação com os leitores e minimizar o problema de comentários que acabam ficando sem resposta, ok?
  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.