Livros

Livro: O Silêncio dos Inocentes, de Thomas Harris

Capa: O Silêncio dos Inocentes, de Thomas Harris Clarice Starling é uma estudante da Academia do FBI, prestes a se tornar uma agente especial, que acaba envolvida na investigação dos assassinatos cometidos por “Buffalo Bill”, um psicopata que vem matando jovens mulheres e desovando seus corpos esfolados em diferentes cidades americanas. Em busca de pistas e informações para traçar o perfil psicológico do serial killer, Clarice entrevista Hannibal Lecter, um brilhante psiquiatra e canibal sanguinário, preso há 8 anos em um manicômio sob forte vigilância.

Conseguir a ajuda do Dr. Lecter, no entanto, não é tarefa fácil. Ele não tem pressa, não tem nada a perder, e exige que Clarice satisfaça sua doentia curiosidade respondendo perguntas pessoais em troca de informações, envolvendo-a em um intrincado jogo psicológico repleto de enigmas perturbadores.

Já comentei uma vez que Hannibal Lecter é o meu “vilão favorito” e que O Silêncio dos Inocentes é um dos filmes do gênero que mais gosto, mas a verdade é que há bastante tempo eu andava protelando a leitura deste livro com medo de me decepcionar, especialmente quando a experiência com Hannibal – A Origem do Mal não foi tudo aquilo que eu esperava.

Bem, o que posso dizer agora é que se ainda guardo algum arrependimento é o de não ter lido este livro antes.

Eu não sei quanto a vocês, mas da minha parte gosto de sentir a tensão da narrativa quando leio um suspense/terror. Sabe aquela sensação da pele vibrando de expectativa, de não conseguir largar o livro mesmo quando as horas já avançam pela madrugada e você sabe que logo menos terá que encarar um longo dia de trabalho sentindo-se um caco por causa do sono? Pois é. Mesmo conhecendo muito da história O Silêncio dos Inocentes me manteve de olhos pregados nas páginas.

A habilidade na construção de personagens tão fascinantes, em especial o psiquiatra-canibal Hannibal Lecter, e a trama muito bem elaborada, que não deixa nada a dever seja no quesito ação, no desenvolvimento ou nos confrontos intelectuais e psicológicos, fizeram deste trabalho de Thomas Harris um dos melhores que já li em muito tempo.

É um livro a ser evitado se você se sente insuportavelmente repugnado por imaginar atrocidades como, por exemplo, canibalismo, esfolamento e escalpelamento, mas praticamente indispensável aos amantes dos grandes thrillers de suspense.

Este post também faz parte do Desafio Literário, cujo tema para o mês de março são os serial killers. Leia também as resenhas de Criança 44, de Tom Rob Smith, Batons, Assassinatos e Profetas, de Mehmet Murat Somer, Calafrios, de Lisa Jackson, A Próxima Vítima, de Julie Garwood, Congelado, de Lindsay Ashford e O Colecionador de Ossos, de Jeffery Deaver.

Silêncio dos Inocentes, O

Harris, Thomas

  • Série: Hannibal Lecter #2 (na ordem de lançamento dos livros da série)
  • Editora: BestBolso
  • Categorias: Literatura Estrangeira, Thriller, Policial
  • Título Original: The Silence of the Lambs
  • Site do autor: http://www.randomhouse.com/features/thomasharris/
  • Avaliação: ★★★★½

Anúncios

Comentários (10)

  • Lua

    Olá! Li este livro há muito tempo e lembro que adorei, inclusive li depois de ver o filme também e não atrapalhou em nada. Não é dos meus estilos preferidos, mas não conseguia largar. Abraços!

    23/03/2012 - 15:28

    Responder

  • Vivi

    Assisti ao filme e não lembro de nada. Então, quando for ler, não receberei nenhuma influência cinematográfica. Acho melhor. Tenho uma tendência a descartar a leitura do livro quando assisto à adaptação. Não sei o porquê disso…Mudando de assunto, você está arrasando esse mês. ;)

    29/03/2012 - 18:24

    Responder

  • Ai Luma, essa foi minha primeira escolha de leitura, mas como não consegui o livro antes das aulas começarem acabei desistindo.
    Depois da sua resenha estou na fissura para lê-lo logo. Adooooro Hannibal, e também não gostei muito do filme A origem do mal, esperava mais e acabou perdendo um pouco do toque que o Anthony Hopkins deu ao personagem. A atuação dele é fantástica.

    beijos,
    bibs

    30/03/2012 - 23:55

    Responder

    • Oi, Bibs!

      Com certeza a atuação de Anthony Hopkins no papel de Hannibal dá toda uma dimensão para a personagem. Ainda não assisti outros filmes da série, mas tenho curiosidade.

      01/05/2012 - 18:19

      Responder

      Luma Kimura

  • eu estava com esse livro na minha lista – ouvi comentários de que é fantástico.
    como adoro construções psicológicas dos personagens, acho que vou curtir – segundo sua resenha. espero ter estômago o suficiente!
    boa resenha, aliás – me fez ter ainda mais vontade de lê-lo.

    06/04/2012 - 00:24

    Responder

  • Oi Luma, tudo bem?
    Acabei de conhecer seu blog, muito bom!
    Quanto ao ‘Silencio dos Inocentes’ quando vi o filme fiquei muita vontade de ler o livro, mas ainda não tive oportunidade… Achei que o filme, apesar de interessante, pela questão do tempo, deixa transparecer que tem muita história que não foi contada… Bom, continua na minha lista de futuras leituras…

    Bjus

    17/04/2012 - 10:32

    Responder

    • Oi Camila! Muito obrigada pela visita e comentário!

      Sim, esta é uma questão que ocorre com quase todas as adaptações de livros para o cinema, não?

      Leia quando tiver a oportunidade porque vale a pena sim. ;)

      01/05/2012 - 19:34

      Responder

      Luma Kimura

  • Matheus

    Realmente é um livro para apreciação. A construção da trama é inteligente. É possível notar que o conteúdo do livro é bastante privilegiado graças a experiência literária de Harris e seu passado de jornalismo policial. Fico em dúvida se os outros valem a pena (Rising e o homônimo, que leva o nome do personagem principal).

    O que você sente em relação ao seriado? mudaram certas coisas… Dra. Alan”a” Bloom em um romance com Will Graham… não acho que as obras devem ser intocáveis. O seriado até me divertiu.

    22/12/2013 - 17:10

    Responder

Deixe um comentário

  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.