Livros

Livro: Calafrios, de Lisa Jackson

Capa: Calafrios, de Lisa Jackson Um perigoso psicopata está agindo na cidade de Nova Orleans. Suas vítimas são assassinadas sempre aos pares, um homem e uma mulher que aparentemente não têm nenhuma ligação entre si. Reuben Montoya, o detetive responsável pelo caso, se vê mergulhado em uma intricada investigação onde nada é o que parece, um emaranhado de pistas confusas que, por meios inesperados, parecem remeter sempre ao mesmo lugar: um hospital psiquiátrico desativado onde Abby Chastain, ex-mulher de uma das primeiras vítima, sofreu um grande trauma há 20 anos.

Embora Abby seja suspeita para alguns de seus colegas Montoya não acredita em sua culpa, mais do que isso, não consegue ignorar sua crescente atração por ela e à medida que a investigação se desenrola, fica cada vez mais claro que o passado dessa mulher tão irresistivelmente vulnerável guarda muitos segredos. Segredos que nunca foram devidamente esclarecidos e enterrados.

Uma sinopse bem sucinta para uma trama que envolve muitas outras variáveis, mas tentei não falar demais para não estragar a leitura de ninguém. Calafrios, um suspense policial com toques românticos, tem um bom argumento, uma história que não chega a ser das mais criativas no gênero, mas que consegue prender a atenção e gerar alguma expectativa.

É um livro volumoso, Lisa Jackson estende a narrativa em longas descrições, alternando entre os pontos de vista da polícia, das vítimas e do assassino, acompanhando tudo em detalhes – a investigação, os depoimentos, as sensações, as ações, os assassinatos, os pensamentos, o sentimentos. Não chega a ser um “defeito”, já que na maior parte das vezes a prosa é caprichada, mas sim, em alguns momentos o excesso de minúcia atravanca a fluidez e se torna cansativo.

Minha maior ressalva, no entanto, é quanto ao desfecho. Muitas pontas soltas e uma sensação ligeiramente incômoda de “é isso?”. Cheguei a pensar que o livro poderia fazer parte de alguma série cujas respostas seriam dadas em outro volume, mas não consegui encontrar muitas informações a respeito, parece que realmente há uma série com os mesmos detetives, mas nada que indique que as tramas são interligadas (alguém aí conhece melhor o trabalho de Lisa Jackson e saberia informar?).

É mesmo uma pena, porque Calafrios é um bom thriller, consegue até mesmo causar calafrios. De qualquer forma um bom entretenimento para aqueles que estiverem dispostos a encarar as 500 e tantas páginas.

PS: Só para constar, juro que só quando estava no final do livro (e tenho ele na estante há muito tempo) é que fui perceber que aquele treco cor de rosa na capa não é vestido!

Este post faz parte do Desafio Literário, cuja tarefa para o mês de março é ler livros com a temática de serial killers. Leia também as resenhas de Criança 44, de Tom Rob Smith e Batons, Assassinatos e Profetas, de Mehmet Murat Somer.

Calafrios

Jackson, Lisa

  • Editora: Bertrand Brasil
  • Categorias: Literatura Estrangeira, Policial
  • Título Original: Shiver
  • Avaliação: ★★★☆☆

Comentários (3)

  • Vivi

    Ai, a curiosa de plantão: Não é vestido? O que é?

    Já li resenhas positivas sobre o livro Porém, não sei… à primeira olhadela não me deu vontade de lê-lo não.;)

    16/03/2012 - 17:05

    Responder

    • Olha Vivi, vou ser sincera, não sei exatamente o que é não… só sei que ela não está vestindo, parece um papel, desses que se usam para forrar macas em hospitais, sabe? rsrs

      27/03/2012 - 13:46

      Responder

      Luma Kimura

  • Kauana

    Sinceramente, se não tiver uma possível continuação da história seria muito decepcionante o final.. Uma história como tu mesma disse, bastante cansativa.. 500 e tantas paginas.. certo que algumas partes, bastante empolgantes.. porém.. se não existe resposta para a questão abordada no final, não tem sentido.. sinceramente.

    27/01/2014 - 04:13

    Responder

Deixe um comentário

  • Todos os comentários passarão por moderação antes de aparecer publicamente no blog, dessa maneira espero organizar melhor a interação com os leitores e minimizar o problema de comentários que acabam ficando sem resposta, ok?
  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.