Filme: Os Smurfs

, , , , ,

Cartaz: Os Smurfs Às vésperas do Festival da Lua Azul, o malvado feiticeiro Gargamel (Hank Azaria) descobre – graças a mais uma trapalhada de Desastrado – o esconderijo da Vila dos Smurfs e invade o local aos borbotões desencadeando uma fuga desesperada dos pequenos seres azuis pela floresta e a misteriosa passagem de seis deles – Papai Smurf, Smurfette, Ranzinza, Arrojado, Gênio e Desastrado – para o Central Park, em Nova York, através de um portal mágico. Tão pequeninos em um mundo desconhecido, eles precisam da ajuda de Patrick (Neil Patrick Harris) e sua esposa (Jayma Mays) para encontrar um jeito de reabrir o portal e voltar para casa antes que Gargamel consiga capturá-los.

Cena do filme

Cena do filme

Concordo que o enredo não é nada original, mas tenho que admitir que apesar de todas as críticas desfavoráveis eu me diverti bastante com o filme. Pode ser que eu tenha dado sorte e estivesse em um momento de boa sintonia ou apenas tenha a memória fraca o suficiente para não me incomodar com a descaracterização da antiga série, fato é que gostei do tom inocente, quase bobo, empregado no longa, das piadas infantis e os personagens que em momento algum deixam de parecer bonecos.

Ouvi muitas críticas sobre a qualidade da animação e não deixo de concordar com elas. O trabalho de CG não é dos mais impressionantes e os Smurfs realmente parecem bonecos, não convencem como “seres reis”. Para mim a questão é: deveriam mesmo parecer tão reais? Da maneira como foram apresentados os pequeninos seres azuis transbordam fofura, são carismáticos, trazem expressões faciais bem trabalhadas e representam satisfatoriamente aquilo que são: criaturas mágicas, não verdadeiras.

Cena do filme

Cena do filme

A interpretação de Hank Azaria para o vilão Gargamel é assunto à parte, arrisco dizer o que há de melhor no longa. O ator/dublador emprestou ao personagem uma personalidade menos ranzinza do que nos desenhos e trabalha muito bem no que se propôs – seja na postura, nos trejeitos ou no sotaque. O Gargamel do filme é um vilão bobalhão, atrapalhado, alheio ao ridículo de si mesmo, mas completamente centrado em seus objetivos, desses que, por momentos, nem mesmo torcemos contra.

Os Smurfs está longe de ser uma obra-prima, mas diverte aqueles que conseguem se abster de um alto nível de exigência, é uma boa opção para curtir com a família e apresentar os carismáticos personagens aos mais novos.

La la lala lala… (←musiquinha grudenta que não sai da minha cabeça há dias)

Smurfs, Os

The Smurfs (EUA, 2011, 103 min.)

  • Direção: Raja Gosnell
  • Roteiro: J. David Stem, David N. Weiss, Jay Scherick, David Ronn, baseado na obra de Peyo
  • Gênero: Animação em CG, Aventura, Fantasia
  • Elenco Principal: Neil Patrick Harris, Hank Azaria, Jayma Mays, Sofía Vergara. Vozes: Alan Cumming, Katy Perry, Jonathan Winters, Fred Armisen, George Lopez, Anton Yelchin.
  • Site Oficial: http://www.smurfs.com.br/
  • Avaliação: ★★★½☆

Trailer

Anúncios

Deixe um comentário

  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.