Filme: As Melhores Coisas do Mundo

, , , , , , , ,

Cartaz: As Melhores Coisas do Mundo As Melhores Coisas do Mundo é um filme que acompanha por alguns dias a rotina de Mano (Francisco Miguez), um adolescente de 15 anos às voltas com as descobertas, alegrias e decepções típicas desta fase da vida.

Sinopse simples demais?

Penso que parte dos méritos do filme residem justamente aí, no ser sucinto, na maneira como a trama se atém a um cotidiano realista, com situações comuns, que podem acontecer na vida de qualquer pessoa.

Mano é um adolescente exatamente como tantos outros, tem dificuldades para aceitar a separação do pais, gosta de curtir uma balada com os amigos, quer aprender a tocar guitarra para impressionar as garotas, sente-se inseguro quanto a primeira transa, aprende que a popularidade na escola nem sempre é uma coisa boa. Uma história ambientada em um mundo de verdade, onde ninguém é completamente bom ou completamente mau, todos são apenas humanos.

Cena do filme

Cena do filme

Para mim a adolescência foi uma fase tão difícil quanto maravilhosa, creio que para muita gente deve ter sido assim também, e é por isso que assistir As Melhores Coisas do Mundo foi uma experiência gostosa. É praticamente impossível olhar para Mano, sua família e seus amigos e não identificar, em pelo menos algum aspecto, a nossa própria adolescência, pessoas e situações que conhecemos nesta época.

Laís Bodansky fez um bom trabalho conduzindo a trama com um certo tom de leveza, concentrando a carga dramática em personagens mais fragilizados ao invés de criar um dramalhão generalizado e se contendo nas “lições de moral”, que não deixam de marcar presença, mas também evitam exageros. Gosto da personalidade que a diretora emprega em seus trabalhos, As Melhores Coisas do Mundo pode não se igualar a Bicho de Sete Cabeças, mas ainda assim revela um pouco de sua força.

Cena do filme

Cena do filme

Outro aspecto que funcionou bastante bem neste longa é o elenco. Francisco Miguez e Gabriela Rocha (que, corrijam-me se eu estiver errada, debutaram aqui no mundo do cinema) parecem muito à vontade em seus papéis e apresentam um ótimo entrosamento. Também me chamaram atenção as atuações de Caio Blat e Paulo Vilhena em papéis de personagens mais maduros, mostrando que o tempo passa para todo mundo, afinal eu ainda estava acostumada a vê-los nos papéis de alunos e não de professores. Até mesmo Fiuk, tão criticado por seu trabalho em Malhação, surpreende com uma perfomance que, se não chega a ser brilhante, ao menos está bem afinado no papel do deprimido Pedro.

Por detalhes e reconhecimento, As Melhores Coisas do Mundo é um bom filme, de estética simples e eficiente, que não chega a surpreender mas proporciona alguns bons momentos em frente a telona.

Melhores Coisas do Mundo, As

Melhores Coisas do Mundo, As (Brasil, 2010, 104 min.)

  • Direção: Laís Bodanzky
  • Roteiro: Luiz Bolognesi
  • Gênero: Nacional, Adolescência
  • Elenco Principal: Francisco Miguez, Fiuk, Denise Fraga, Gabriela Rocha, Gabriel Illanes, Caio Blat, Paulo Vilhena
  • Avaliação: ★★★½☆

Trailer

R.E.M. - Losing My Religion

Anúncios

Deixe um comentário

  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.