Filme: Enrolados

, ,

Cartaz: Enrolados Rapunzel é uma bonita jovem prestes a completar 18 anos, dona de um compridíssimo cabelo dourado, que vive confinada em uma torre na floresta desde que ainda era um bebê. Ela não é infeliz, ocupa seus dias com atividades das mais variadas e ama aquela que acredita ser sua mãe, Gothel, que não a deixa sair da torre alegando que ali dentro a jovem estaria protegida dos perigos do mundo. Mas Rapunzel tem um sonho, quer sair da torre para ver as luzes que surgem no céu, todos os anos, no dia de seu aniversário, um pedido prontamente negado por Gothel que sequer admite discutir o assunto.

Eis que um belo dia um estranho aparece na torre. Flynn Ryder é o ladrão mais procurado do reino, em uma fuga deseperada depois de roubar uma valiosa tiara ele se esconde na torre e acaba imobilizado pelos 20 metros de cabelo de Rapunzel, quando ela lhe faz uma proposta: se ele ajudá-la a fugir para ver as luzes, ela lhe devolve a tiara que escondeu enquanto Flynn estava desacordado.

Fui assistir Enrolados sem botar muita fé na coisa toda, não fazia muito tempo que tinha assistido A Princesa e o Sapo (bonitinho e engraçadinho, mas definitivamente fraco) e não esperava realmente que esta adaptação de Rapunzel pudesse remediar as sombras da minha decepção com alguns dos últimos fracassos da Disney. Bem, não saí do cinema absolutamente surpreendida (pois é, eu vi o filme no cinema, a resenha é que está super atrasada! :P), mas me diverti bastante e consegui sentir aquela pontinha de esperança de que a Disney Pictures esteja reencontrando a boa veia de suas animações.

Para mim a Rapunzel dos contos de fadas sempre teve um ar de melancolia e de resignação, adorei encontrar aqui uma versão mais “sacudida” da garota. Na versão de Dan Fogelman, Rapunzel é uma garota animada e criativa, que oscila entre a determinação e a espontaneidade inerentes à sua própria personalidade e a insegurança embutida em sua cabeça depois de passar toda uma vida com uma “mãe” que a convence de que é feia, desajeitada e fraca demais para sobreviver ao mundo lá fora.

Cena do Filme

Cena do filme

Aliás, Gothel – a “bruxa má” do roteiro – é outro destaque. Genial a maneira como sua participação na história é conduzida, as táticas para controlar Rapunzel – manipulação psicológica e apelo aos sentimentos que a garota nutre pela falsa mãe -, as justificativas e as razões para mantê-la confinada, a mim, acabaram soando mais convincentes do que aquele papo de “leve as alfaces e me dê sua filha quando ela nascer”.

Flynn também não é um personagem ruim (vou me abster de comentar a horripilante dublagem do Luciano Huck na distribuição brasileira), não chega a ser excepcional mas cativa, protagoniza algumas cenas memoráveis e funciona muito bem com a princesa.

Enrolados é uma ótima pedida para quem procura diversão leve e boas risadas. Uma animação ágil, com uma revisitação interessante do roteiro e trilha sonora de primeira linha.

Enrolados

Tangled (EUA, 2010, 92 min.)

  • Direção: Nathan Greno, Byron Howard
  • Roteiro: Dan Fogelman, baseado no conto dos Irmãos Grimm
  • Gênero: Animação
  • Elenco Principal (vozes): Mandy Moore, Zachary Levi, Donna Murphy
  • Site Oficial: http://adisney.go.com/disneypictures/tangled/
  • Avaliação: ★★★★☆

Trailer

Anúncios

Comentários (6)

  • Gleiciane

    Olá!!
    Também não curti nada de A princesa e o sapo, mas adorei Enrolados. Ri demais!

    09/09/2011 - 16:01

    Responder

  • Oi!
    Eu adoro animações, assisti Enrolados logo quando foi lançado, foi lindo, ri demais do cavalo haushsu
    Até mesmo A Princesa e o Sapo me agradou, eu gosto de animações xD

    Beijos.

    12/09/2011 - 15:41

    Responder

    • Oi Patrícia!

      Também adoro animações, gosto mais de uns do que de outros, mas nunca dispenso! :D

      Obrigada pela visita!

      Beijos!

      29/10/2011 - 11:47

      Responder

      Luma Kimura

  • Ana

    A gente curtiu muito Tangled também. Já temos o DVD e é um dos meus filmes preferidos de princesas.

    13/09/2011 - 03:20

    Responder

    • Oi Ana!

      Esse tipo de animação deve ser um prato cheio para as meninas, não? Deve ser uma delícia reunir a família para assistir junto!

      Beijos!

      29/10/2011 - 11:47

      Responder

      Luma Kimura

Deixe um comentário

  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.