Livro: Memórias de uma Gueixa, de Arthur Golden

, , , ,

Capa: Memórias de uma Gueixa, de Arthur Golden Narrado em primeira pessoa pela personagem principal, Memórias de uma Gueixa é uma biografia fictícia que conta a história da menina Chiyo. Nascida em uma pequena aldeia de pescadores, filha de um pai já idoso e uma mãe muito doente ela acaba sendo vendida para um okiya (casa de gueixas) em Gion/Kyoto. Separada de sua irmã, trabalhando pesado nas tarefas domésticas e maltratada por suas patroas, Chiyo cresce desesperançada e sem perspectivas até que uma virada em sua sorte a coloca como aprendiz de uma das mais conceituadas gueixas de todo o país, o primeiro passo para a transformação da pequena Chiyo na lendária gueixa Sayuri.

O primeiro contato que tive com a história, na verdade, foi no cinema. Assisti a versão para a telona dirigida por Rob Marshall em 2005 e, vejo agora, que este é mais um daqueles casos em que minha opinião sobre a adaptação seria um tanto diferente se já tivesse lido o livro na ocasião. Não que o filme seja ruim (tenho cá algumas reservas quanto à “gueixas chinesas e malaias falando inglês no Japão”, mas isso é papo para outro momento), ele consegue transmitir o básico da história e tem uma fotografia belíssima, só que depois de ler o livro percebi que muito da riqueza da obra escrita simplesmente se perdeu ou foi diluída no processo de adaptação. Faltaram aqueles detalhes sutis mas essenciais que fazem toda a diferença e até mesmo a postura dos atores pareceu alterar a personalidade de alguns personagens.

O livro, por sua vez, é uma viagem fascinante! Rico nas descrições e detalhes, mostra um panorama pormenorizado da cultura e dos costumes no Japão da época, sem deixar de lado o cuidado com os dramas pessoais. Tenho que concordar com o que está escrito na contracapa:

… um romance fascinante, para ser lido de várias maneiras: como um mergulho na tradicional cultura japonesa, ou um romance sobre a sexualidade, e ainda, como uma descrição minuciosa da alma de uma mulher já apresentada por um homem.

Este é, de fato, um livro que pode ser lido de várias maneiras.

Eu me impressionei com a minúcia com que o autor conseguiu criar personagens femininas tão profundas e complexas, descrevendo com segurança seus gestos delicados e seus espíritos ardilosos. Pode parecer sexismo, mas se eu não soubesse, não diria que Sayuri, Hatsumomo, Mameha e Abóbora são personagens criadas por um homem.

Esta é uma obra escrita por um ocidental (um toque ligeiramente tendencioso nas opiniões acerca da 2ª Guerra delata bem isso e nos fazem lembrar que o autor é estaduniense) e é claramente direcionada para ocidentais: os termos em japonês, os hábitos e os costumes são bem explicados, em uma linguagem clara, própria para os que não estão familiarizados com a antiga cultura japonesa. É um livro fácil de ler, uma prosa informal quase como um bate-papo, gostoso de acompanhar apesar da carga dramática. Uma boa recomendação, especialmente para quem gosta de cultura tradicional japonesa.

Este post faz parte do Desafio Literário 2010 cuja tarefa para o mês de julho é ler um livro que tenha sido adaptado para o cinema.

Memórias de uma Gueixa

Golden, Arthur

  • Editora: Imago
  • Categorias: Literatura Estrangeira, Romance
  • Título Original em inglês: Memoirs of a Gueisha
  • Avaliação: ★★★★☆

Anúncios

Comentários (12)

  • Eu adoro esse livro, é realmente riquíssimo! E eu tive a sorte de ter lido antes da existência do filme, que ainda assim é bom, atrizes chinesas e tudo, mas como regra, o livro é sempre melhor, e este é um caso claro disso.

    Meu lado romântico gostou do final feliz dado no filme, no entanto. rsrsrsrs

    24/07/2010 - 00:08

    Responder

  • Vi o filme e gostei, e acredito que o livro deve ser bem mais interessante. Vou ler, agora com seu post fiquei ainda mais empolgada, e ainda bem que tenho ele em casa, ganhei de outra brasileira recentemente.

    Um excelente sábado!

    24/07/2010 - 02:15

    Responder

  • Poli

    Sabe, Luma, pra alguém q não é da área de letras, vc realmente sabe como apresentar um livro!!! Eu sempre fico surpresa em ler os seus resumos aqui, pq o nível da sua crítica não é aquele dos leitores comuns, mas de quem conhece as teorias da literatura – e isso é extremamente raro. Adoro!!! Sempre fico com vontade de ler os livros q vc traz…

    ps.: quem dera se os meus alunos fossem assim como vc! rsrs

    24/07/2010 - 12:21

    Responder

  • Luma
    Que bonita resenha … este livro sempre me chamou atencao. Beijos

    26/07/2010 - 06:36

    Responder

  • Oi Luma, passei para dar um oi e conferir as novidades do seu blog. Eu nunca li memórias de uma gueixa, mas depois da sua resenha fiquei com vontade de ler…
    Bjs

    26/07/2010 - 14:37

    Responder

  • Luma, muito legal a sua resenha sobre o livro. Gostei tanto que estou divulgando o seu post no meu agregador de links, o Entrelinks (http://entremundos.com.br/entrelinks). Está no momento na página principal do site.

    Abraços,

    Gabriel

    28/07/2010 - 18:10

    Responder

  • Oi, Luma
    Comecei a ler esse livro para o desafio mas empaquei na leitura…rs..não sei se vou conseguir terminar a tempo. Gostei muito do filme, por isso havia escolhido o livro. Não sei pq a leitura não fluiu, vou tentar novamente…as vezes acontece isso com algum livro que leio, não é a época certa..rs..bela resenha. Bjs

    29/07/2010 - 09:48

    Responder

  • Eu pensei em colocá-lo na minha lista do desafio. Mas na última hora, decidi trocar por outro. Mas tá aqui guardadinho, esperando um momento propício.
    Bjs

    29/07/2010 - 14:13

    Responder

  • Ha muito tempo desejando lelo.
    Mas ainda nã consegui. COm certeza deve ser muito bom mesmo, so vejo elogios.
    Adorei a resenha!!!

    30/07/2010 - 15:26

    Responder

  • Esse foi minha escolha pro Desafio…amei de mais esse livro..e o filme ta na minha lista pra assistir…não vejo a hora de ver!! Gostei muiiiiiiiito do livro…otima resenha bjs

    30/07/2010 - 17:48

    Responder

  • cleeeh

    ler MEMÓRIAS DE UMA GUEIXA é como estar realmente dentro de uma historia lírica e maravilhosa.
    li o livro no começo desse ano , mas nunca tinha visto o filme. o livro é simplesmente maravilhoso !

    26/08/2010 - 10:46

    Responder

  • Teresa Maria da Silva

    Oi Luma

    Adorei este livro, pela descrição minuciosa da cultura japonesa e principalmente pelos personagens,que apesar de fictícios, são tão reais, com seus dramas, alegrias e amores.

    21/02/2013 - 09:27

    Responder

Deixe um comentário

  • Sinta-se à vontade para dar a sua opinião, seja para concordar ou para discordar, mas, por favor, baseie-se em argumentos e não em baixaria.
  • Comentários ofensivos, escritos em letras maiúsculas ou em miguxês, com excesso de erros, palavrões ou alheios ao conteúdo do post não serão publicados.
  • Todos os comentários são responsabilidade de seus respectivos autores e não refletem, necessariamente, a opinião da autora do blog.