Mês November, 2004

Fugir

Necessidade de falar, de gritar, me esguelar! No entanto calo-me. Por medo? Em meio a tantas buscas, procuro respostas, procuro os motivos de eu ter me tornado uma garota tão medrosa, o momento em que perdi a coragem de oferecer a cara a tapa, de enfrentar o que viesse pela frente e lutar pelo QUE […]

“E quando não sei o que dizer…

… mando-lhe a letra de uma música, minha amiga!” Meu querido amigo, não imaginas quantas vezes eu já tive ímpetos de nunca mais falar contigo no MSN por causa de tapões na cara como o desse dia… mas que posso fazer se dizes a verdade e eu sei que, no fundo, é tudo o que […]

Minha mesa de trabalho hoje…

… o invés de relatórios, rascunhos, anotações e o código tributário… … um copo sujo de café, milk-shake, vestígios de sorvete, garrafinha de iogurte, resto de um pacote de bolachas, chicletes, caixinha de tic-tac, origami feitos em guardanapos, desenhos de todos os tipo, lenços de papel amassados e bilhetinhos. À minha frente um monitor desligado […]

Agora

Cansada. Porque tenho trabalhado demais, dormido mal e sem conseguir descansar. Contente. Porque descobri que dia 09/12, dia do aniversário da cidade, eu não vou trabalhar. Saudosa. Porque não vejo uma porção de amigos há muito tempo e estou sentido falta deles. Feliz. Porque recebi notícias de um amigo que não vejo há quase 2 […]

Inesperadamente feliz…

Engraçado isso. É provável que nada tenha sido intencional. Bobeirinhas. E um dia que tinha tudo para ser simplesmente mais um, tedioso e maçante, se transforma. E de repente, estou sorrindo de boba aparentemente sem motivo, sentindo-me bem. Imensurável o poder de tais pequenas bobeiras. Será que as pessoas têm noção do rebuliço que podem […]